Cadastre-se
Esqueceu a senha?
Entrar
Medicamento recebe aprovação para o tratamento de artrite psoriásica
6 Dezembro 2018  |  Seção: Novidades  |  Categoria: Remédios
WhatsApp Facebook Twitter LinkedIn Send
A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
Recém-lançado no mercado nacional para o tratamento da psoríase, Anvisa concede segunda aprovação para o Taltz (ixequizumabe),da Eli Lilly
Data:
Cidade:
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) acaba de aprovar  a injeção de 80 mg/ml de Taltz (ixequizumabe) para o tratamento de adultos com artrite psoriásica ativa. A primeira indicação do medicamento no Brasil havia sido aprovada no primeiro semestre deste ano, quando pacientes com psoríase moderada a grave passaram a contar com uma terapia capaz de ajudar na remissão de até 100% das lesões da pele. 

A segunda indicação de Taltz (ixequizumabe) ocorre a partir de dois estudos, com cerca de 670 pacientes com artrite psoriásica, diagnosticados há pelo menos seis meses, e com, no mínimo, três articulações acometidas pela enfermidade. A eficácia do medicamento foi comprovada a partir da redução de 20% da atividade da doença em 24 semanas.

No mesmo período (seis meses), os trabalhos com ixequizumabe mostraram que o ACR20 - critério adotado pela Associação Americana de Reumatologia para aferir a atividade da doença e a melhora geral do indivíduo no que se refere ao inchaço e à rigidez das articulações - teve quase o dobro de superioridade ao placebo (58% ante 30%), no SPIRIT 1, e perto do triplo no SPIRIT 2, com percentuais de 53% contra 20%, na mesma comparação, comprovando a eficácia do tratamento para a artrite psoriásica. "A aprovação para o tratamento da artrite psoriásica, em um curto espaço de tempo, comprova as expectativas da companhia de apostar num medicamento seguro e eficaz que, verdadeiramente, pode beneficiar o paciente", explica Livia Gonçalves, Gerente Médica de Imunologia da Lilly. 

Taltz e a artrite psoriásica

A segunda indicação de Taltz (ixequizumabe) ocorre a partir de dois estudos, com cerca de 670 pacientes com artrite psoriásica, diagnosticados há pelo menos seis meses, e com, no mínimo, três articulações acometidas pela enfermidade. A eficácia do medicamento foi comprovada a partir da redução de 20% da atividade da doença em 24 semanas.

No mesmo período (seis meses), os trabalhos com ixequizumabe mostraram que o ACR20 - critério adotado pela Associação Americana de Reumatologia para aferir a atividade da doença e a melhora geral do indivíduo no que se refere ao inchaço e à rigidez das articulações - teve quase o dobro de superioridade ao placebo (58% ante 30%), no SPIRIT 1, e perto do triplo no SPIRIT 2, com percentuais de 53% contra 20%, na mesma comparação, comprovando a eficácia do tratamento para a artrite psoriásica. "A aprovação para o tratamento da artrite psoriásica, em um curto espaço de tempo, comprova as expectativas da companhia de apostar num medicamento seguro e eficaz que, verdadeiramente, pode beneficiar o paciente", explica Livia Gonçalves, Gerente Médica de Imunologia da Lilly. 

Sobre a Eli Lilly and Company

A Lilly é uma organização global líder na área da saúde que une cuidado e descoberta para melhorar a vida das pessoas ao redor do mundo. Foi fundada há mais de um século por um homem compromissado com a criação de medicamentos de alta qualidade que são essenciais e hoje permanece guiada por essa missão em tudo o que faz.
 
Ao redor do mundo, funcionários Lilly trabalham para inovar e entregar medicamentos que mudem a vida daqueles que precisam, melhorando o entendimento e o tratamento de doenças, e servindo a comunidades com voluntariado e filantropia. Para saber mais sobre a Lilly, acesse www.lilly.com.br.
Fonte: Tino Comunicação
Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário