Cadastre-se
Esqueceu a senha?
Entrar
Pesquisa Inédita - Genéricos já dividem espaço com medicamentos de marca
14 Março 2019  |  Seção: Medicamentos  |  Categoria: Remédios
WhatsApp Facebook Twitter LinkedIn Send
A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
Os clientes das farmácias estão cada vez mais aceitando os medicamentos genéricos.
Data:
Cidade:
Esse é um dos dados apontados como resultados da Pesquisa de Comportamento do Cliente na Farmácia 2019, realizada pelo IFEPEC em parceria com o NEIT - Núcleo de Economia Industrial e da Tecnologia, do Instituto de Economia da Unicamp.

O levantamento aponta que 63,45% dos entrevistados compraram pelo menos uma unidade de genérico. Porém, os de marca continuam na preferência dos clientes, sendo que 63,55% compraram pelo menos uma unidade de marca.

Nos casos em que as pessoas adquiriram apenas um tipo de medicamento, o produto de marca volta a se destacar com 27,20% comprando apenas esse tipo de produto. Já 23,53% optaram apenas por genéricos e 4,60% por não medicamentos.

"Observa-se um aspecto interessante desse mercado, que é o crescimento dos genéricos, porém ainda se tem uma força contínua dos medicamentos de marca. Também se observa que a aquisição de não medicamentos normalmente vem associada a aquisição de medicamentos", explica Edison Tamascia, presidente da Febrafar, que solicitou a pesquisa.

Tamascia explica que o crescimento do espaço dos genéricos se deve a vários fatores, dentro os quais se destacam os valores que são mais acessíveis e o crescimento na confiança desses produtos por parte da população.

Sobre a pesquisa

A pesquisa entrevistou 4 mil clientes. Estes foram selecionados de acordo com os agrupamentos do mercado farmacêutico, isto é: Abrafarma, Outras Redes Corporativas, Febrafar, Outros Agrupamentos e Farmácias do segmento Independentes. Os clientes foram entrevistados no momento que saíam das farmácias nas quais efetuaram a compra.

"O objetivo da pesquisa foi extrair um retrato mais próximo da realidade do comportamento dos clientes nas farmácias de cada região e dos seus respectivos agrupamentos e, com isso, permitir aos proprietários de farmácias e de redes de lojas a análise das características do mercado, facilitando a tomada de decisão", avalia o presidente da Febrafar, Edison Tamascia.

Com base na pesquisa é possível observar tendências e derrubar diversos mitos referentes ao mercado.
Fonte: Farmarcas
Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário