Cadastre-se
Esqueceu a senha?
Entrar
Justiça decreta falência da Brasil Pharma, das redes Farmais e Big Ben.
12 Junho 2019  |  Seção: Farma no Brasil  |  Categoria: Empresas
WhatsApp Facebook Twitter LinkedIn Send
A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
O grupo é atualmente controlado pelo Stigma II LLC, da gestora Lyon Capital, que tem 94,49% das ações ordinárias.
Data:
Cidade:
A 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca de São Paulo aceitou pedido de falência da rede de drogarias Brasil Pharma, reconhecendo a inviabilidade da manutenção da empresa e do plano de recuperação judicial, informou a empresa nesta terça-feira. A companhia havia feito o pedido de falência em 6 de junho, afirmando que foi "severamente afetada por diversos fatores e intercorrências nos últimos meses, que acabaram por comprometer o prosseguimento da recuperação judicial", homologada em 2018.

Entre esses fatores, a empresa citou baixo valor arrecadado nos leilões de mercadoria e ativos, além da rápida deterioração do valor de mercado dos pontos comerciais e da suspensão do leilão da rede de drogarias Farmais.

O grupo, dono das redes Big Ben, Farmais e Farmácia Sant'ana, foi criado como um veículo para consolidar compras de redes de drogarias regionais, mas teve problemas de integração e passou por disputas entre acionistas, além de ter dívida elevada. O grupo é atualmente controlado pelo Stigma II LLC, da gestora Lyon Capital, que tem 94,49% das ações ordinárias.

O juiz da 2ª vara determinou que o administrador judicial da rede de farmácias será a Deloitte Touche Tohmatsu Consultores e a venda das marcas da empresa "mediante a publicação de edital de alienação com primeira praça em 50% do valor de avaliação, em segunda praça com 30% do valor de avaliação e em terceira praça com lances a partir de 10% do valor de avaliação".
Fonte: UOL
Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário