Cadastre-se
Esqueceu a senha?
Entrar
EMS mira indústria 4.0 com Bosch
6 Junho 2018 | Categoria: Saúde
WhatsApp Facebook Twitter LinkedIn Send
A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
O laboratório farmacêutico EMS firmou um acordo com a Bosch, multinacional alemã fornecedora de tecnologia e serviços, com o objetivo de alavancar a indústria 4.0 em suas unidades fabris no país.
Data:
Cidade:
O projeto inclui a implementação de máquinas conectadas com o intuito de tornar a produção do laboratório mais inteligente. 

A implementação ocorrerá, inicialmente, por meio de um projeto piloto em uma linha de embalagem de medicamentos e no processo de gerenciamento da manutenção. 

A expansão dessa tecnologia para outras linhas e equipamentos, bem como para o restante da cadeia produtiva, desde a entrada da matéria-prima até a saída do produto final, deve ser o próximo passo da parceria. 

Para o primeiro momento, a Bosch desenvolveu um software específico para a indústria farmacêutica, chamado Pharma i 4.0 Solution Platform, um Manufacturing Execution System (MES). 

O programa será instalado nas máquinas que a EMS já possui em sua planta em Hortolândia, transformando-as em equipamentos mais conectados. Além disso, toda a manutenção será informatizada, permitindo o registro dos serviços executados em tempo real, bem como proporcionando maior velocidade e assertividade na análise das causas das falhas e solução dos problemas. 

Com a ferramenta da Bosch, é possível analisar e armazenar uma grande quantidade de informações ao mesmo tempo, de forma dinâmica, rápida e eficiente.

"As soluções Bosch para a Indústria 4.0 foram customizadas para atender às necessidades específicas da EMS, fornecendo transparência para todos os processos e dados essenciais das máquinas, a fim de contribuir para que a empresa mantenha uma alta performance de seus equipamentos e tome decisões em tempo real baseadas em fatos concretos", explica Volker Melges, diretor da divisão Pharma da Robert Bosch América Latina. 

Além de máquinas individuais, o Pharma i 4.0 Solution Platform também pode monitorar diversas linhas simultaneamente e fornecer uma base para otimizar a produtividade. 

"Para isso, o sistema grava informações de vários equipamentos de produção e as armazena centralmente. Para transferência de dados de forma precisa, o Pharma i 4.0 Solution Platform é calibrado para usar as máquinas Bosch, além disso, com uma interface eletrônica adequada, a solução também pode ser usada com eficiência em equipamentos de produção de terceiros", afirma Melges.

A princípio, será realizado um projeto piloto - para teste e identificação de pontos de melhoria - em uma das quatorze linhas automatizadas da unidade de embalagens de medicamentos sólidos, que opera no moderno complexo fabril da EMS, em Hortolândia. As instalações do projeto piloto terão início em junho de 2018, com entrega completa prevista para o fim do ano.

A EMS, que pertence parte do Grupo NC, tem cinco mil colaboradores e mais de 50 anos de história. A empresa atua nos segmentos de prescrição médica, genéricos, medicamentos de marca, OTC e hospitalar.

A companhia possui unidades produtivas em São Bernardo do Campo, Jaguariúna e Hortolândia (SP), onde funciona o complexo industrial, incluindo o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento. A EMS conta com a Novamed, localizada em Manaus, e se instalou em 2017 em Brasília.

Já o Grupo Bosch emprega no país cerca de 8,3 mil colaboradores e registrou, em 2017, um faturamento líquido de R$ 4,9 bilhões.
Fonte: Valor

Comentar esta matéria

Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário